22/05/2015

Aftosa

O prazo para que os criadores de Rondônia vacinassem seu rebanho de até 24 meses contra a febre aftosa foi encerrado na última sexta-feira/ mas o prazo de comunicação ainda está aberto. A comunicação de vacina é fundamental para que os dados de crescimento do rebanho por exemplo sejam levantados e repassados ao Ministério da Agricultura e Pecuária em Brasília. A expectativa dos técnicos do Idaron  é que os índices se mantenham muito próximos de 100% do rebanho vacinado como nas etapas de vacinação anteriores. (Roni Viana).
Raiva 

Ainda falando sobre sanidade animal os técnicos da agência Idaron mantém interditadas as propriedades do perifoco de um caso de raiva confirmado na linha 6 em Cacoal. O objetivo é manter o isolamento de outros animais que possam ter tido contato com o animal infectado e que foi abatido como forma de combate à doença.

Todo o rebanho das propriedades do perifoco passa por exames e também as pessoas que tiveram contato com eles em razão de que a raiva pode ser transmitida a humanos e em 99% dos casos causa a morte. (Roni Viana)

Desprestígio 

Não foi visto com bons olhos a reunião feita em Manaus para a discussão da privatização da hidrovia do rio Madeira sem a participação de Rondônia.

O Governo Federal tem intenção de privatizar o maior manancial do Estado de Rondônia por onde são exportadas milhares de toneladas mensalmente mas sequer ouviu parlamentares rondonienses.

O projeto de privatização da Hidrovia do Madeira foi revelado pelo diretor do DNIT no Amazonas Evailton de Oliveira durante audiência pública na Assembleia Legislativa daquele Estado realizada ontem.

Segundo Oliveira o Governo quer privatizar o Rio por causa da aceleração do assoreamento da hidrovia provocado pelas Hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau que implicam em um aumento de custo de dragagem. Assessoria. Roni Viana)

Curta! a Clube no Facebook

Clipe da Semana na CLube

Naiara Azevedo Ft. Maiara e Maraisa - 50 Reais

Deixe o seu Recado na Clube