17/06/2015

José Rico...

Diagnosticado com um problema cardíaco, o cantor Milionário, da antiga dupla Milionário e José Rico, precisou ser submetido a uma cirurgia para a troca da válvula aórtica e revascularização do miocárdio - através de duas pontes de safena e uma mamária em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Segundo o boletim médico do Hospital Beneficência Portuguesa, local onde o músico segue internado, a decisão de operar o famoso foi tomada após a “identificação de uma estenose aórtica e insuficiência coronariana obstrutiva triarterial”. Ele passa bem mas até a última terça-feira (16) permanecia na UTI.
...e Milionário

Em contato com a reportagem da Clube e TV Allamanda o presidente da associação Rural de Cacoal, a Arca, Silvio Masiero, afirmou na manhã desta quarta-feira (17) que ficou sabendo do procedimento cirúrgico ao qual o cantor Milionario foi submetido e que já recebeu mensagens de pessoas ligadas ao cantor, que tem apresentação programada para o dia 14 de julho, durante a Expoac. O presidente acha difícil que o cantor tenha condições físicas para se apresentar, mas já busca alternativas e uma delas é que os filhos dos cantores que formavam a famosas dupla Milionário e José Rico se apresentem. Isso ainda não está definido, mas o presidente garante que qualquer medida que seja tomada vai garantir ao público um ótmo show. (Roni Viana)

Escândalos

A procuradoria geral da Suíça se manifestou nesta quarta-feira, em Berna, a respeito da investigação, paralela à feita pelos Estados Unidos, sobre o escândalo de corrupção que devastou a Fifa nos últimos dias. Foi informadoque trabalham com 53 possíveis casos de lavagem de dinheiro, envolvendo mais de 100 movimentações bancárias suspeitas - cada uma delas com mais de uma conta presente. O foco suíço está na escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022. (G1)

Mudanças

A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei 13.134, que altera as normas de acesso ao seguro-desemprego, tornando-as mais rígidas. A sanção foi publicada nesta quarta-feira (17), no "Diário Oficial da União",

As novas regras foram propostas pelo governo federal, por meio de Medida Provisória, e aprovadas pelo Congresso Nacional. Com alterações, que fazem parte do ajuste fiscal, governo gastará menos com o pagamento do seguro-desemprego.

 Foi vetada pela presidente, porém, a regra que endurecia o acesso ao abono salarial. A norma, proposta inicialmente pelo governo e aprovada pelo Congresso, exigia que, para terem direito ao abono salarial, os trabalhadores tivessem exercido atividade remunerada por, pelo menos, 90 dias no ano-base, e recebessem até dois salários mínimos médios de remuneração mensal no período trabalhado. (G1)

Curta! a Clube no Facebook

Clipe da Semana na CLube

Naiara Azevedo Ft. Maiara e Maraisa - 50 Reais

Deixe o seu Recado na Clube