18/07/2015

Inerte

A economia brasileira ficou praticamente estagnada em maio, indicam números divulgados nesta sexta-feira (17) pelo Banco Central. O chamado Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), calculado pelo BC e que busca ser uma espécie de "prévia" do Produto Interno Bruto (PIB), registrou um alta de 0,03% no mês. Em abril, o indicador teve queda de 0,88%, segundo números revisados.
 
Vendas 

Em maio, segundo o IBGE, a produção industrial nacional recuou 8,8% ante o mesmo mês de 2014, enquanto que as vendas do comércio varejista brasileiro tiveram queda de 0,9%, a maior queda para maio desde 2001. O setor de serviços, por sua vez,cresceu 1,1%, na segunda menor alta de toda a série, inicada em 2012. (G1)  

Emprego 

Pela quinta vez seguida, o emprego na indústria recuou. De abril para maio, a queda foi de 1%,  a mais intensa desde fevereiro de 2009 segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). o recuo nesse mês foi o mais intenso desde fevereiro de 2009 (-1,3%) Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a queda foi ainda maior, de 5,8%. No ano, o emprego industrial acumula baixa de 5% e nos últimos 12 meses, de 4,4%.

O contingente de trabalhadores recuou na maioria dos ramos pesquisados, com destaque para meios de transporte (-11%), alimentos e bebidas (-3,2%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-12,9%), produtos de metal (-10,6%) e máquinas e equipamentos (-7,2%), entre outros. (G1) 

Curta! a Clube no Facebook

Clipe da Semana na CLube

Naiara Azevedo Ft. Maiara e Maraisa - 50 Reais

Deixe o seu Recado na Clube