15/09/2015

Cassação 

Está marcada para a próxima quarta-feira, dia 16, na Câmara de Vereadores de Cacoal, a votação uma possível cassação do prefeito Francesco Vialleto, do PT. A sessão está programada para as 19 horas e dessa vez a acusação é de omissão em razão dos crimes desdobrados na Operação Detalhe. Contudo, a tendência é que mais uma vez nada aconteça, já que, no máximo, cinco vereadores devem votar pela cassação. (Roni Viana) 
Impeachment 

O PSDB passou a discutir internamente um eventual papel que a sigla deve exercer caso Dilma Rousseff sofra um impeachment e Michel Temer assuma. A discussão acontece por conta do agravamento da crise no governo, que intensificou o contato de membros do PMDB aliados ao vice-presidente, Michel Temer, com integrantes da oposição. Há um consenso entre os tucanos que o partido será obrigado a participar de um "acordo para dar sustentação política" à nova gestão no Congresso. Em contrapartida, há uma expectativa de que Temer se comprometa a não disputar a reeleição. (G1) 

Mandados 

O procurador Daniel Azevedo Lôbo, do Ministério Público Federal de Vilhena, afirmou que novos mandados de prisões poderão ser emitidos nos próximos dias com o desenrolar das investigações que apura desvios de verbas públicas na Prefeitura e que estão sendo investigados na “Operação Stigma”. Segundo ele o momento é decisivo, porém, as investigações deverão continuar por um longo tempo a fim de trazer à tona as supostas irregularidades praticadas na administração pública municipal. Sobre o encerramento do inquérito civil que investigou ações ilegais na obra do abatedouro de aves, Daniel Azevedo alertou que poderá ser emitido mais um mandado de prisão contra o ex-secretário governamental, primo e braço direito de Rover, Gustavo Valmórbida. (Roni Viana) 

Curta! a Clube no Facebook

Clipe da Semana na CLube

Naiara Azevedo Ft. Maiara e Maraisa - 50 Reais

Deixe o seu Recado na Clube