20/10/2015

Apuração 

O Ministério Público Federal, através da Procuradoria da República no Estado de Rondônia, instaurou inquérito civil público a fim de “apurar irregularidades na aplicação de recursos da saúde direcionados ao Hospital Regional de Vilhena”. 
A portaria foi publicada nesta terça-feira (20), no Caderno Extrajudicial do Diário do Ministério Público Federal Eletrônico.
Essa medida complica ainda ais a situação já muito difícil do prefeito José Rover (PP), que é investigado por desvios de recursos na prefeitura de Vilhena. (Assessoria)

Orçamento 

O relator do projeto de Orçamento de 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR), afirmou nesta terça-feira (20) que vai propor o corte R$ 10 bilhões dos R$ 28,8 bilhões previstos para o Bolsa Família no ano que vem. Principal bandeira dos governos do PT, o programa prevê repasses mensais de recursos para famílias de baixa renda. Segundo Ricardo Barros, o corte de 35% no principal programa de transferência de renda do governo impediria o ingresso de novos beneficiários, mas as famílias atualmente cadastradas continuariam a receber os recursos. (G1) 

Delatado 

O líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), negou nesta terça-feira (20) ter recebido propina pela compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. O petista disse ainda que a citação a seu nome é "lamentável".

Na última sexta-feira (16), o Jornal Nacional divulgou que o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, afirmou, em delação premiada, que Delcídio recebeu US$ 1,5 milhão de propina pela compra da refinaria norte-americana. O negócio foi feito pela Petrobras em 2006 e rendeu um prejuízo de US$ 790 milhões aos cofres da estatal. (G1) 

Curta! a Clube no Facebook

Clipe da Semana na CLube

Naiara Azevedo Ft. Maiara e Maraisa - 50 Reais

Deixe o seu Recado na Clube