27/10/2015

CPMF

Entidades de prefeitos anunciaram nesta terça-feira (27) um acordo com o Palácio do Planalto para que a nova CPMF tenha alíquota de 0,38% (0,20% para a União; 0,09% para estados; e 0,09% para municípios).
Criada no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) com o objetivo de financiar a saúde, a Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF) foi extinta pelo Congresso Nacional em 2007. À época, também tributava as operações financeiras em 0,38%. Segundo informaram representantes da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), entidades municipalistas que se reuniram nesta terça com o ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, ainda não há consenso, porém, quanto à destinação dos recursos a serem arrecadados com o novo imposto – se vão para a Previdência Social, como o governo defende, ou para a saúde, como querem os prefeitos.(G1) 

Greve 

Os empregados da Caixa Econômica Federal que decidiram ontem, 26/10, em assembleia geral extraordinária, rejeitar as propostas das negociações específicas do banco, e assim continuar a greve, vão se reunir na tarde de hoje, na sede do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores e do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO), no Centro de Porto Velho, a partir das 17 horas, para decidir os rumos que tomarão a partir de amanhã.

Paralisação 

Concentrados desde as primeiras horas do dia na frente das os empregados da Caixa se reunirão com os dirigentes sindicais para acompanhar o andamento das demais assembleias gerais de sindicatos onde a proposta do banco estatal também foi rejeitada e a greve continuada - a exemplo de Brasília. (Assessoria) 

Curta! a Clube no Facebook

Clipe da Semana na CLube

Naiara Azevedo Ft. Maiara e Maraisa - 50 Reais

Deixe o seu Recado na Clube